Uniesp Ambiental - Notícias

Grupo UNIESP firmará parceria com Bradesco que beneficiará o Projeto de Recuperação dos Córregos do Cedro e Cedrinho

Data: 13/12/2008


Compartilhe

          

“A emissão de poluição gerada pelo carro durante a vida útil do veículo será compensada com o plantio de árvores nos córregos do Cedro e Cedrinho, patrocinado pelo Bradesco…”
 
Estiveram reunidos recentemente na UNIESP de Prudente, Eustáquio dos Santos Pires, gerente comercial de investimentos do Bradesco, responsável pelo interior de SP, Professor Pedro Sérgio Mora Filho, coordenador de Projetos Ambientais da UNIESP, Roque Miranda de Moraes, Gerente Comercial de Investimentos responsável pelo Interior de SP, Fernando Costa, presidente da UNIESP, Marcos Villanova, Superintendente Executivo do Departamento de Investimentos; Alexandre Colaneri, Gerente Comercial de Investimentos HiperFundo Bradesco e Mauro Villanova, superintendente da UNIESP- região Oeste.
 
No encontro foi discutida a parceria do banco com o projeto de proteção e recuperação ambiental dos córregos do Cedro e Cedrinho. A área, que possui aproximadamente 32 quilômetros quadrados, têm atualmente 15 mil mudas em processo de plantio nas áreas de Preservação Permanente (APP) e contará no futuro com um núcleo de educação ambiental.
 
A meta do projeto é limpar e recompor a mata ciliar de toda a extensão dos córregos. Posteriormente será criado no local um jardim botânico.
 
O Bradesco possui um produto chamado HIPERFUNDO BRADESCO, que sorteia um veículo celta por dia.
 
A emissão de poluição gerada pelo carro durante a vida útil do veículo será compensada com o plantio de árvores nos córregos do Cedro e Cedrinho, patrocinado pelo Bradesco.
 
A UNIESP fará o estudo de necessidade de árvores plantadas por veículos e executará este projeto a nível nacional.
 
De acordo com o professor Pedro, coordenador do projeto, esta ação mostra que o projeto está em processo de maturação e a parceria com o Bradesco “Banco do Planeta” deixa clara a seriedade com que a UNIESP desenvolve os trabalhos ambientais. “Estamos cuidando das gerações futuras e deixando uma marca na história”.
 
Segundo Marcos Villanova, superintendente executivo do departamento de investimento do Bradesco, este projeto de recuperação dos mananciais é muito interessante porque envolve a comunidade. “A UNIESP e os parceiros do projeto, além de recuperar as áreas degradadas, também irão conscientizar a população por meio do núcleo de educação ambiental”.