A diversidade cultural está sendo muito discutida na sociedade e no sistema de ensino não pode ser diferente, pois, é a maneira de mostrar aos alunos que existem outras culturas além das deles.

É na escola, por exemplo, que as crianças começam a conviver democraticamente em sociedade, e, para isso ocorrer de maneira sensata, as pessoas precisam aprender a reconhecer e respeitar as diferenças.

Pensando nisso, separamos 5 filmes que podem ajudar os docentes nos desafios encontrados em sala de aula, além de levar histórias que podem ajudar as pessoas a enxergarem com um olhar mais atento a diversidade. Veja abaixo:

Crianças invisíveis (2005)

Crianças invisíveis tem como objetivo contar, de forma sensível, a dura realidade das crianças que sofrem com a segregação, pobreza, preconceito e violência. Dirigido gratuitamente por nomes como Spike Lee, Emir Kusturika e Kátia Lund, a renda do filme é destinada ao Fundo das Nações Unidas para a Infância e para o Programa Mundial contra a Fome.

Entre os Muros da Escola (2008)

Filme baseado no livro de um professor sobre suas dificuldades no cotidiano de uma escola da periferia de Paris. François Marin e seus colegas de ensino buscam apoio mútuo na difícil tarefa de fazer com que os alunos aprendam algo ao longo do ano letivo. François busca estimular seus alunos, mas o descaso e a falta de educação são grandes complicadores.

Tomboy (2012)

Em uma cidade do interior da França, Laure, 10 anos, muda com sua família, durante as férias de verão, para um novo bairro. Laure passa os dias brincando com sua irmã mais nova, ao lado do pai e da mãe, grávida. Laure não se identifica como menina, mas como menino e se apresenta aos novos colegas como Michael. Os pais, ainda que bastante afetuosos, não conseguem lidar com a complexidade da situação.

Hoje eu quero voltar sozinho (2014)

O premiado filme de Daniel Ribeiro explora o despertar da sexualidade na adolescência. Léo, o protagonista, é cego e começa a gostar de Gabriel, um estudante de sua sala, de quem se torna amigo. Uma boa obra para discutir com estudantes do ensino médio o tema da homofobia em nossa cultura.

Laerte-se (2017)

Depois de quase 60 anos como homem, três filhos e três casamentos, Laerte Coutinho, um dos cartunistas mais geniais do Brasil, apresentou-se como mulher. O primeiro documentário brasileiro original Netflix acompanha a investigação de Laerte sobre o mundo feminino na intimidade do cotidiano.

E aí, gostaram das dicas? Deixe o seu comentário para sabermos a sua opinião sobre os temas listados J.

 

Raquel Consorte / Jornalista





     


Deixe seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado.




  • 26/08/2018
    Excelente classificação de filmes. Parabéns pela escolha!