Localização das Faculdades
 

UNIESP -
Capital SP:

  UNIESP -
Grande SP:
Butantã
Centro Novo
Centro Velho
Interlagos
Mooca
Penha
São Mateus
Tucuruvi
 
Barueri
Caieiras
Diadema
Guarulhos
Itapecerica da Serra
Jandira
Mauá
Ribeirão Pires
Santo André
São Bernardo
São Caetano
 
UNIESP -
Litoral SP:
Guarujá
 
    UNIESP -
Interior SP:
Araçatuba
Araraquara
Auriflama
Avaré
Bauru
Birigui
Boituva
Campinas
Garça
Guararapes
Guaratinguetá
Hortolândia
Ibitinga
Ibiúna
Ilha Solteira
Itu
Jaú
José Bonifácio
Jundíai
Marília
Mirandópolis
Mirassol
Olímpia
Orlândia
Penápolis
Piraju
Pres. Epitácio
Pres. Prudente
Pres. Venceslau
Rancharia
Ribeirão Preto
Rio Claro
Santa Bárbara D' Oeste
Santa Rita do Passa Quatro
São J. Rio Preto
São Roque
Sertãozinho
Sorocaba
Sumaré
Taquaritinga
Tietê
Tupã
Vargem Grande
Vinhedo
 

UNIESP -
Capital RJ:

  UNIESP -
Grande Rio:
Campo Grande
Centro
Madureira
Méier
Duque de Caxias
 
 
 
 
    UNIESP - Tocantins:
 
Colinas
 
UNIESP -
Capital MG:
  UNIESP -
Interior MG:
Belo Horizonte
 
Frutal
Santa Luzia
 
UNIESP -
Capital BA:
  UNIESP -
Interior BA:
Cajazeiras
Vasco da Gama
Luís Eduardo Magalhães
 
 
    UNIESP -
Paraná:
Cascavel
Curitiba
Corn. Procópio
Ibaiti
Ibiporã
Nova Esperança
S. Ant. da Platina
Sarandi
Umuarama
 
    UNIESP -
Santa Catarina:
 
 
Florianópolis
Brusque
 
    UNIESP -
Mato Grosso
do Sul:
Amambai
Fátima do Sul
Nova Andradina
Naviraí
Ponta Porã
 
    UNIESP -
Paraíba:
 
João Pessoa
 
Web Rádio
 
Processo Seletivo
 
Informações sobre a UNIESP
 
Site Institucional
Sobre a Faculdade

A faculdade nasceu para cumprir a meta do grupo, que é a de incentivar a formação de professores e bons profissionais. “Será um centro voltado à formação dos futuros professores do País”, comenta Fernando Costa, presidente. “Começamos com Pedagogia e Administração, mas em pouco tempo vamos abrir outros cursos na área de licenciatura como História, Geografia, Matemática, Letras, entre outros. Nossa intenção é trabalhar com o novo FIES de forma a investir na formação de bons professores”, afirma.

“Nosso primeiro desafio foi a implantação da faculdade. Sabemos que existe em Marilia uma demanda muito grande de jovens que querem estudar com o apoio do FIES, mas nem sempre encontram essa oportunidade", afirma. Segundo ela, existem muitos marilienses que vão estudar em cidades vizinhas, por não encontrarem aqui uma relação custo/beneficio condizento com seu “bolso”. A faculdade chegou para atender essa demanda e possibilitar que esses jovens possam estudar em sua própria cidade”, diz.

Arquitetura modernista

O prédio da antiga rodoviária, foi construído na década de 70. Projetado com traços modernistas, acabou sendo descaracterizado em função do excesso de movimento na época.

Agora o prédio foi restaurado e os arquitetos da Instituição procuraram manter as características do edifício, que lembra a arquitetura Bauhaus. “É um grande cubo suspenso por pilares, um estilo que surgiu na Alemanha na década de 20 e marcou a arquitetura dos anos 50 e 60 no Brasil”, comenta a professora Marcia. Ela ressalta um outro fato interessante no projeto inicial do prédio – e que foi mantido – que é a iluminação natural, em função de três grandes clarabóias que permitem a passagem de luz pelos vãos livres nos dois andares internos.

Apesar de as características externas terem sido preservadas, internamente o prédio sofreu várias adaptações, ganhando amplas salas de aula, banheiros, espaço para secretaria acadêmica, recepção e biblioteca.

Falando sobre a Faculdade de Marilia, o presidente Fernando Costa conclui: “Queremos que essa esquina da rua Vinte e Quatro de Dezembro com a rua Araraquara volte a ser um dos locais mais movimentados de Marilia, mas não com movimentos de pessoas que estão deixando a cidade, como acontecia na época da antiga rodoviária, mas por jovens que almejam um futuro melhor e que, por meio da Educação,  queiram fincar suas raízes na nossa querida cidade de Marília”.



© Copyright 1999/2014 - Grupo Educacional UNIESP - Todos os direitos reservados.